Virtual extermínio de católicos na Coreia do Norte

Ninguém conhece o destino dos bispos católicos da Coreia do Norte, informou a agencia AsiaNews. No Anuário Pontifício eles figuram como titulares de suas dioceses, porém os considera “dispersos”, um eufemismo por “desaparecidos”.  Para o regime comunista trata-se de “perfeitos desconhecidos” e desde os anos 80 funcionário algum fornece qualquer informação...

continue lendo

Devaneios ambientalistas-ocultistas no L’Osservatore Romano

Práticas ocultistas de Rudolf Steiner, pregadas pelo seu discípulo Carlo Triarico, no jornal criado para defender a Igreja   Em editorial do dia 4 de janeiro de 2017, com o pretexto de libertar a cidade de Aleppo e a Síria da pobreza, das mudanças climáticas e do desequilíbrio demográfico, o...

continue lendo

400 milhões de pessoas foram impedidas de nascer na China

O controle forçado da natalidade na China ‒ que ficou mais conhecido como política do filho único ‒ impediu nascer quatrocentos milhões de seres humanos, havia calculado em declarações ao jornal italiano Avvenire o dissidente chinês Harry Wu, diretor da Laogai Foundation, exilado em Washington. Calculando em termos materialistas, o regime detectou grave...

continue lendo

Chineses lutam contra o comunismo para defender a Cruz

Os fiéis reagem ostentando mais cruzes Como introdução, lembramos que o Vaticano está em fase de negociações com o governo chinês, negociações que o Cardel Zen apelidou de “conversa com Herodes”. O acordo em pauta daria poderes ao governo comunista para indicar os candidatos ao episcopado da China. 

continue lendo

Cardeal Zen

“Os maus conselheiros e informantes do Papa traem a Igreja na China”, afirma o Cardeal Zen

  Na aparição de 17 de março de 1992, Nossa Senhora disse a Raymundo Lopes: "O comunismo ainda não acabou; o demônio continua em vigília permanente. A Rússia, a qual pedi que fosse consagrada a mim, ainda não está convertida; entretanto, ela se converterá". Trata-se de uma clara advertência àqueles...

continue lendo

Leonardo Boff: “Ajudei o papa a escrever a ‘Laudato si’. Haverá uma grande surpresa. Talvez padres casados ou mulheres diáconos.”

Na aparição de 17 de março de 1992, Nossa Senhora disse a Raymundo Lopes: "O comunismo ainda não acabou; o demônio continua em vigília permanente. A Rússia, a qual pedi que fosse consagrada a mim, ainda não está convertida; entretanto, ela se converterá". Trata-se de uma clara advertência àqueles que...

continue lendo