Somente através do amor você poderá transmitir a paz

Nossa Senhora aparece a Raymundo na capela do Colégio Monte Calvário. “Se seguir exatamente o meu desejo, através de você poderei realizar em sua terra a obra da salvação de milhares de almas a Deus. Por isso voltei. Isso é um caso extremo, para o qual empenho toda a minha vontade”.

05 de março de 1993

Cheguei à capela do Colégio Monte Calvário às 16:15, para rezar o Terço e esperar por Nossa Senhora, conforme o seu desejo manifestado no dia 1º de março. A capela estava enfeitada e repleta de gente. Havia flores na mesa do altar-mor.

Quando foi no término do Terço, na última Ave-Maria, notei que uma luz branco-azulada se formava na mesa do altar, e centenas de estrelinhas iam se reunindo em uma só. Percebi perfeitamente que Nossa Senhora chegava. Ajoelhei-me, e como num passe de mágica Ela apareceu como das vezes anteriores, mas trazia um olhar triste e a cabeça baixa. Nossa Senhora permaneceu assim, sem dizer nenhuma palavra. Eu fui ficando angustiado, até que consegui perguntar:

– A Senhora está triste?

– Sim, o meu coração de Mãe está triste.

– Por quê, Senhora?… Foi alguma coisa que eu fiz?…

– Você ainda precisa rezar muito para não cair na tentação do orgulho e das facilidades da vida. Quero que você reze e siga corretamente as minhas instruções. Não se deixe levar por caminhos fáceis, porque o que espero de você é difícil e penoso. Somente através do amor você poderá transmitir a paz. Reze bastante para obter a graça da certeza e da confiança em Deus. Insisto: reze para que Eu possa continuar vindo, caso contrário nada disso será possível. Você deseja continuar os nossos diálogos?

– Sim, Senhora, eu desejo. Não quero que a Senhora parta, mas tem hora que eu não sei o que fazer…

– Não tente realizar os meus planos por conta própria. Deixe que Eu aja; confie nos desígnios de Deus. É uma graça imensa a que você recebe, de participar destes acontecimentos diretamente comigo; isto tem sido possível somente por causa da intercessão de meu filho Jesus.

– Me perdoe, Senhora; vou fazer de tudo para não impedir que os seus planos aconteçam.

Neste momento, Nossa Senhora abriu os braços.

– Reze comigo desta forma: “Jesus, aceita as minhas fraquezas e as transforma em fortaleza contra o Mal. Me ajuda e não me abandones”.

O semblante de Nossa Senhora começou aos poucos a voltar ao normal. Mas ainda sem sorrir, Ela continuou:

– Coloquei-o entre as minhas filhas queridas para que você aprenda com elas o verdadeiro ato de amor ao próximo. Através da purificação de Dom Mário e da dedicação da madre Carmela, você vivenciou tudo aquilo que espero de você: sofrimento resignado e amor aos irmãos carentes e necessitados. Se seguir exatamente o meu desejo, poderei realizar em sua terra, através de você, a obra da salvação de milhares de almas a Deus. Por isso voltei; isso é um caso extremo, para o qual empenho toda a minha vontade. Aqui, com as minhas filhas queridas do Monte Calvário, dou-lhes a minha bênção, e falarei a todas no coração.

Dizendo isto, Nossa Senhora abriu os braços, e deles saíam luzes de todas as cores. Seu olhar passeava por todos, como se Ela quisesse distinguir um por um na capela. Depois Ela abaixou a mão direita e apontou para os objetos que estavam no altar:

– Eu abençoo tudo isso e este lugar. Estejam em paz. Confiem em Deus, que tudo se arranjará. Fiquem em paz. Muito obrigada por terem vindo.

Nisso Ela foi desaparecendo de mansinho, até sumir por completo.

 

Referência: LOPES, Raymundo. Somente através do amor você poderá transmitir a paz. In: LEMBI, Francisco (Org.). Diálogos com o Infinito. Belo Horizonte: Magnificat, 2007. p. 38.

Os comentários estão fechados.