Quinta-feira, 18 de agosto de 2005

Raymundo entende um sonho de 1999, em que viu a data “quinta-feira, 18 de agosto de 2005”. Nesta data começa uma nova fase para a Obra Missionária, com a nomeação pelo arcebispo metropolitano de um diretor espiritual para o grupo missionário e a licença para a conservação do Santíssimo Sacramento na Capela Magnificat.

20 de agosto de 2005 

Hoje, passados 6 anos, tive um novo e estranho sonho relacionado à mesma cena. Mas desta vez tive a oportunidade de ver, no mesmo calendário, a data completa: QUINTA-FEIRA, 18 DE AGOSTO DE 2005.

E o “menino” que sempre me visita me disse no sonho:

– Daniel, você não está entendendo? Veja o que sonhou no dia 4 de julho de 1999, e entenderá.

– Mas o que é isso? – perguntei.

Ele respondeu:

– Inicia-se nesta data um período para a Obra Missionária

Acordei e, pensando sobre o sonho, lembrei que no dia 18, quinta feira, o arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, pela primeira vez atendendo pleito nosso, havia nomeado um diretor espiritual para os Missionários do Coração Imaculado e concedido licença para conservarem o Santíssimo Sacramento na sua capela sede, “sob a responsabilidade do Diretor Espiritual”, numa atitude de acolhimento e observação desta Obra Missionária, visando à sua aprovação futura. É o início de um diálogo com a Igreja. Só agora, então, pude entender aquele sonho.

 

Referência: LOPES, Raymundo. Quinta-feira, 18 de agosto de 2005. In: LEMBI, Francisco. O Terceiro Segredo: A Vinda de Jesus. Belo Horizonte: Magnificat, 2005. p. 88.

Os comentários estão fechados.