Propaguem e vivam o amor

Queridos filhos, vivam com todo o fervor o que lhes passo e divulguem as minhas mensagens. Daqui sairá todo o esplendor do meu Coração Imaculado se meu pedido for atendido. Peço-lhes isto com o carinho e o zelo de Mãe: propaguem e vivam o amor.

16 de fevereiro de 1993

Versão áudio

Primeiro Mistério

Queridos filhos, a paz, se não residir no coração, exteriormente nunca existirá. Estejam em paz para propagarem a paz. Falar de paz e vivenciar a discórdia e o orgulho não leva a lugar algum. Vivam o Evangelho.

Segundo Mistério

Queridos filhos, somente através do Evangelho será possível vivenciar o enorme valor do amor ao próximo. O que lhes falo tem que ser compreendido em sua essência. Tem que ser vivido, caso contrário nada tem sentido. Não descuidem do que lhes falo.

Terceiro Mistério

Queridos filhos, quando falarem de amor, vivam o amor. Quando falarem de paz, estejam vocês mesmos em paz. Quando rezarem, sejam sinceros, sem dispersão. Peçam e alcançarão, mas sejam sinceros ao se dirigirem a Deus.

Quarto Mistério

Queridos filhos, vivam com todo o fervor o que lhes passo e divulguem as minhas mensagens. Daqui sairá todo o esplendor do meu Coração Imaculado se meu pedido for atendido. Peço-lhes isto com o carinho e o zelo de Mãe: propaguem e vivam o amor.

Quinto Mistério

Queridos filhos, quero instalar no coração de cada um a chama ardente do amor à Sagrada Eucaristia. Porém, somente através do jejum e do sacrifício às pequenas futilidades do dia-a-dia isto será possível. Sejam honestos e participem do ato do amor diário aos irmãos. Vivam, a cada momento, o alto poder da fé.

Obrigada por terem atendido ao meu chamado.

Referência: LOPES, Raymundo. Quando falarem de amor, vivam o amor. In: LEMBI, Francisco (Org.). Uma voz que fala aos meus ouvidos. 2. ed. Belo Horizonte: Magnificat, 2006. p. 17.

Os comentários estão fechados.