Bem-aventurados serão os que me ouvirem e entenderem o sentido das minhas palavras

Bem-aventurados serão os que me ouvirem e entenderem o sentido das minhas palavras, porque elas têm um objetivo único: fornecer a vocês fertilidade espiritual. Eu lhes peço: não sejam cúmplices das trevas; vivam as minhas mensagens, e terão diante dos seus olhos as revelações da luz de Deus.

16 de julho de 1996 – Curitiba

Versão áudio

Meus amados,

Eu semeio entre vocês a Palavra de Deus, e lhes ensino como empregá-la no cotidiano. Algumas caem em terreno fértil e frutificam; outras, em terreno inóspito, e sem nenhuma chance morrem. Muitas estão direcionadas a um terreno que necessita ser trabalhado para que brotem e deem frutos. Entretanto, todas são direcionadas à Obra Missionária que tento infundir na Terra nestes últimos tempos.

Por vontade de Deus, numa  maior intensidade falo em terreno fértil, onde foi dado pelo Espírito de Deus conhecer um pouco dos mistérios do Reino dos Céus, para que sejam repassados a quem isso não foi possível ser revelado.

Bem-aventurados serão os que me ouvirem e entenderem o sentido das minhas palavras, porque elas têm um objetivo único: fornecer a vocês fertilidade espiritual. Quando vocês me ouvem e não entendem, é porque, levados pela lógica, são induzidos a rejeitar o divino, e minhas palavras morrem. Quando vocês me ouvem e não me dão importância, é porque, induzidos por interesses terrenos, não permitem que as minhas palavras criem raízes profundas e, na superficialidade, permanecem trancafiadas pelo egoísmo mundano. Quando vocês me ouvem e, sob suspeita e incredulidade, as colocam no prisma das dúvidas desnecessárias e sem fundamento, estes cuidados estarão condenando-as à ótica da Terra, não à do Céu; por isso, ficarão estéreis.

Eu lhes peço: não sejam cúmplices das trevas; vivam as minhas mensagens, e terão diante dos seus olhos as revelações da luz de Deus.

Obrigada por terem atendido ao meu chamado.

Referência: LOPES, Raymundo. Bem-aventurados serão os que me ouvirem e entenderem o sentido de minhas palavras. In: LEMBI, Francisco (Org.). Uma voz que fala aos meus ouvidos. 3. ed. Belo Horizonte: Magnificat, 2015. p. 234.

Os comentários estão fechados.