Agradeço-lhe por ter atendido a todos os meus apelos

Éfeso – Turquia, sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Saí de Belo Horizonte no dia 10/10/10, com destino ao Egito, Terra Santa, Grécia e Itália, com passagem em Éfeso, retornando no dia 28/10/10.

Francisco sempre me alertava que Nossa Senhora poderia falar comigo nessa viagem, mas eu estava convicto de que isto não aconteceria, porque no último diálogo que tive com os ‘meninos’ eles disseram-me que Ela ficaria afastada por um tempo.

Chegando a Éfeso, uma coisa estranha: não tinha quase ninguém na casinha em que a Mãe de Jesus viveu seus últimos dias, sendo que lá fica sempre cheio de turistas. Por volta das 3 horas da tarde, afastei-me da turma e ajoelhei-me num genuflexório disponível e comecei a rezar:

Mãe bendita, estou decepcionado com tudo, esforcei-me para ir ao Vaticano e descobri que o Papa não fará o que pediu em Fátima; senti-me derrotado e imagino que a Senhora também esteja.

Em seguida, levantei o rosto e vi Nossa Senhora assentada, mas não vi cadeira ou banco. Estava vestida de branco e olhava-me fixamente.

Muito séria, compenetrada, começou a falar:

– Para que o meu Coração triunfasse em Fátima, Deus quis me impor dez condições, que aceitei e pelas quais Jesus retornaria, amenizando muitas das dores anunciadas.

São elas:

1) Que eu nomeasse uma pessoa para este anúncio, que fosse inapta para a tarefa.

Nomeei você para o anúncio do retorno de Jesus, desde que me foi permitido intervir a fim de que isto fosse feito, e quis lhe chamar de Daniel.

2) Que eu o colocasse numa família sem estrutura e dali pudesse sair um homem que eu julgasse ser o escolhido.

Eu acreditei em você.

3) Que eu deixasse essa pessoa escolhida por mim à deriva da fé, socorrendo-a somente em alguns momentos, sem evitar inúmeros transtornos. Isto eu fiz durante toda a sua vida.

4) Que fosse receber a segunda Eucaristia¹ vestido de preto. E você passou por esta prova sem vacilar. Isto você fez.

5) Que você não fosse sacerdote, ao contrário do que desejavam todos que o rodeavam. Isto eu consegui.

6) Que lhe fosse dado uma esposa a quem você deveria convencer de minhas manifestações, sem perder os valores matrimoniais pelos quais Deus o preparou.

Isto também consegui.

7) Que lhe fosse dado uma filha, ao meio de minhas revelações a você, e que ela fosse incapaz de muitos raciocínios; que você fosse apegado paternalmente a ela e que ela lhe fosse tirada, por ordem do Senhor Deus, durante sua visita a um dos lugares de minhas aparições.

Isto foi executado e tive orgulho do seu comportamento.

8) Que, ao meio de minhas manifestações a você, eu me retirasse deixando espaço ao inimigo para testá-lo e promover-lhe dúvidas, inclusive deixando que um sacerdote o influenciasse.

Você acreditou em mim. Mais tarde aceitou revelar toda a verdade sem medo. Isto satisfez ao Senhor Deus.

9) Que lhe fosse retirado muito poder financeiro e que lhe fosse dado pedir ajuda às pessoas que o rodeavam. Mais tarde o Senhor Deus impôs o afastamento de muitos, através de falecimentos e descontroles emocionais.

Isto aconteceu e você não esmoreceu.

10) Que você tivesse coragem de reagir a críticas e colocasse em público meu repúdio pelo modo como estou sendo tratada nos locais de minhas aparições. Que minhas vindas fossem a crianças que seriam manipuladas pelo poder eclesiástico, escondendo os verdadeiros propósitos, que são o anúncio do retorno de meu Filho à terra. Finalmente, que eu suscitasse a dois papas o valor de sua presença, e que eu o trouxesse duas vezes a este local, onde estive abandonada (Éfeso), acompanhado de pelo menos três Marias escolhidas por mim e que representassem para você alguma segurança material e emocional.

Graças ao Senhor bom Deus, isto foi permitido e está sendo continuadamente realizado em você. Lembra-se quando recebeu uma imagem minha vinda de Roma e que eu lhe anunciei que o meu Coração estava triunfante?²

– Lembro-me, Senhora!

– Foi ali que pude ter a graça do Senhor bom Deus, que eu poderia confiar em você e em seu desempenho. Meu Coração sabia que o meu triunfo anunciado em Fátima estava se completando.

Eu confiei em você!

Agora, vamos adiante:

Você será desacreditado, taxado de louco, aproveitador, politiqueiro, muitos o abandonarão, terá um fim sem nenhuma glória terrena, será perseguido nas entranhas da Igreja.

Hoje, o original da carta da pastora Lúcia está sendo destruído, com a segurança diabólica de que não existe nenhuma cópia, e mesmo que ela seja encontrada, será tratada como embuste. Prevalecerá um outro original, forjado pela cúpula contrária a meu último anúncio em Fátima.

Meu Coração Imaculado triunfará em você, se aceitar tudo isto com a resignação de uma pessoa que acreditou em meus propósitos. Você aceita tudo isto?

– Claro que aceito, Senhora, não tenho mais nada a perder!

– Tem, tem muito a perder que não posso revelar.

– Não me importo, desde que a Senhora vença!

– A minha vitória repercutirá em todos que o rodeiam, inclusive nos que já estão juntos ao Senhor Jesus. Sua recompensa está sendo reservada no Céu, com aqueles que confiaram em mim e em você. Na terra não posso lhe fornecer nada, lhe farei visitas esporádicas, sempre que o Poder Maior permitir, mas lhe asseguro que isto será raro.

Agradeço-lhe por ter atendido a todos os meus apelos. Dizendo isto, desapareceu. Levantei-me e fui ter com a turma, que estava me esperando do lado de fora.

1- Ver livro ‘Todo Teu’, pág. 22, de Raymundo Lopes.

  1. Diálogo na pág. 71/73, do livro Diálogos com o Infinito; ver texto A chegada da imagem, pág. 70/71, e diálogo A quarta resposta do deserto, pág. 96/98, ambos do livro O Terceiro Segredo – A Vinda de Jesus.

Os comentários estão fechados.