Profecias

Na carta transcrita abaixo e enviada ao Missionário Francisco Lembi, Raymundo Lopes descreve a origem do que se convencionou chamar na Obra Missionária de Profecias. São pequenos registros do que Raymundo ouviu de vozes desconhecidas.

“Prezado Francisco,

Francamente, não sei como começar.

Durante anos, de 1992 a 2001, comecei a escutar vozes, bem audíveis, que me falavam.

Eu escutava e ficava calado; não respondia e nem procurava escrever o que ouvia.

De repente, essas vozes cessaram. Não as escutei mais, desde 2001.

Graças a Deus pararam, porque isso estava me deixando sem rumo.

No meio daquele turbilhão de coisas que me aconteciam, que você sabe muito bem, fiquei perdido e não tinha coragem de falar com ninguém sobre essas vozes.

Muitas se perderam, mas a partir de certo momento tinha sempre comigo uma caneta, e no primeiro papel que me aparecia eu escrevia o que estava escutando.

Não procurava entender o que ouvia; apenas escutava e escrevia.

Fui guardando esses pedaços de papel num envelope, e ele ficava no cofre, o mesmo que permaneceu fechado, com a porta travada, por um bom tempo e que, inexplicavelmente, abriu na semana passada sem dificuldade.

Agora, ao abrir o cofre, a primeira coisa que aconteceu foi que esses papéis caíram, espalhando-se pelo chão. Nesse instante a voz retornou, dizendo:

‘Chegou o momento; tire tudo daí’.

Eu fiquei em pânico, porque não tenho vontade de voltar a escutar essa voz que falava comigo. Então resolvi retirar tudo dali e destruir os papéis.

Quando eu quis atear fogo nos papéis, aconteceu do fogo não pegar neles de forma alguma.

Aí escutei de novo a voz:

‘Não coloque fogo nestes papéis; dê curso à história’.

Eu então resolvi responder:

‘Que história? Quem é você?’

E a voz me disse:

‘Não destrua isso agora. Reúna-os no que vocês chamam de computador; depois, eu mesmo destruirei esses papéis’.

Então, reuni tudo no computador. Depois disso, os papéis sumiram na minha mesa e não os achei mais. Perguntei a todos em casa, mas ninguém sabia do envelope pardo.

Estou lhe passando o que havia escrito naqueles papéis.

Não sou profeta e espero que isso não se configure como profecia. Apenas escutei e escrevi.”

Leia abaixo todas as Profecias:

O ato criativo.

Ano de 1995 O ato criativo, a duração de um dia de Deus que vê o universo se formar, desenvolver-se e desaparecer é chamado por vocês de tempo. Seus dias e noites estão contados e será cumprido o tempo que Ele propôs.   Comentário: Daí por que diz o Evangelho, em Mateus 24,35: “Passará o […]

continue lendo

Os sinais que Deus dará na terra.

Ano de 1995 Entre os sinais que Deus dará na terra, virão criaturas vivas filhas do mesmo Pai, porque Ele tem o poder nas mãos de reuni-los quando isso for de Sua vontade.   Referência: LOPES, Raymundo. Os sinais que Deus dará na terra. In: LEMBI, Francisco. Raymundo Lopes, Daniel: Uma incógnita dos finais dos tempos. Belo Horizonte: Magnificat, […]

continue lendo

As riquezas e as colheitas

Ano de 1999 As riquezas e as colheitas diminuirão assustadoramente. Grupos enormes de desonestos se organizarão nas cidades e fora delas; a água desaparecerá. Vão acontecer nascimentos que estarão fadados a morrer logo depois. Muitos de vocês cavarão a terra para se esconder.   Comentário: Em Mateus (24,7), vemos: “Pois se levantará nação contra nação […]

continue lendo

Os poderosos

Ano de 1999 Os poderosos tomarão à força as propriedades daqueles sem poder e deixarão de proteger a nação. Homens sem saber serão honrados como sábios. Pessoas que possuem o dom da guerra chegarão a presidente, e haverá pessoas com sabedoria terrena a serviço dessas pessoas sem instrução. A Igreja se tornará sem poder nenhum […]

continue lendo

A estabilidade e o equilíbrio

Ano de 1999 Mulheres terão relações com mulheres e homens com homens, numa naturalidade que será reconhecida por leis. A estabilidade e o equilíbrio serão afetados, e a terra produzirá muito em alguns lugares e pouco em outros lugares.   Referência: LOPES, Raymundo. A estabilidade e o equilíbrio. In: LEMBI, Francisco. Raymundo Lopes, Daniel: Uma incógnita dos finais […]

continue lendo

Muitos morrerão

Ano de 1999 Muitos morrerão; o número de sacerdotes da Igreja Católica diminuirá aos poucos. Os leigos católicos atribuirão a si o poder de compartilhar a sabedoria doutrinária, e compartilharão entre si o Pão Sagrado. A maior parte desses leigos será de origem modesta, eles perseguirão os sacerdotes e as pessoas sábias da Igreja Católica. […]

continue lendo

Sabedoria vinda da Bíblia

Ano de 1999 As pessoas cultivarão um medo irracional, porque estarão deixando de lado a sabedoria vinda da Bíblia, e os ritos não mais serão ditos corretamente.   Comentário: Rito – a maior liberdade dada pelo Concílio Vaticano II não foi bem assimilada, pelo que se viu depois, levando a exageros. a ‘inculturação’ deu lugar […]

continue lendo

A Bíblia não será respeitada

Ano de 1999 A Bíblia não será respeitada, a imoralidade se instalará, serão multiplicadas as falsas doutrinas e mensagens ditas como do Céu se multiplicarão.   Comentário: Seitas – Em março de 1992, a Mãe de Jesus disse a Raymundo: “Pedi que o Evangelho fosse urgentemente viabilizado em toda a terra e facilitada a sua […]

continue lendo