Jesus irá interferir neste processo depois da morte de João Paulo II

A “luz brilhante e azulada” ilumina o altar da Igreja de São Sebastião em mais uma terça-feira. “Desejo que vocês todos trabalhem com afinco para a renovação da Igreja. (…) Depois deste papa, a Igreja estará a caminho de muitas mudanças, e muitos problemas virão.  (…) Jesus deseja, no seu tempo, purificar a Igreja”.

25 de fevereiro de 1992

Como das vezes anteriores, chegamos às 16:30 para rezar o Terço. A igreja estava repleta de gente. Eu estava emocionado por saber que estaria mais uma vez em contato com aquela voz que me confortava tanto. No íntimo eu sabia quem era, e queria acreditar que o amor de Deus não me deixaria ser enganado por nenhum espírito maligno. As pessoas que me acompanhavam eram de caráter íntegro e de fé, e isto aumentava a minha confiança.

A luz brilhou às 17 horas em ponto, movendo-se como sempre do altar-mor para a mesa da celebração. A mesma voz ressoou como música aos meus ouvidos:

– Que o Espírito Santo derrame sobre vocês todas as graças. O meu Coração está alegre por vê-los.

Eu sentia uma emoção tão forte que não consegui falar nada. O meu coração parecia estourar de alegria por tornar a ouvir aquela voz. Ela continuou:

– Desejo que vocês todos trabalhem com afinco para a renovação da Igreja. Rezem muito, meus filhos, pelos sacerdotes. Deem exemplo pela fé, para que eles se sintam animados a continuar pastoreando as ovelhas de Jesus. Sejam a força dos meus filhos sacerdotes. Ao orar, peçam por eles, e Eu estarei sempre por perto. Depois deste papa1, que terá muito que sofrer pela Igreja, vocês terão outro; será ele aquele que hoje o assiste no trono de Pedro2. A Igreja estará a caminho de muitas mudanças, e muitos problemas virão. Você chegará até a João Paulo, e ele compreenderá o meu sinal. Não tenha medo, porque tudo está sendo conduzido por mim. Tenha sempre o seu coração unido ao de Jesus e ao meu, que tudo acabará bem. Se fizer o que determino, as portas da Igreja se abrirão aos meus sinais, e a sua cidade será um elo de amor à minha presença.

Com muito custo, fiz a primeira pergunta:

– Por favor, posso saber o seu nome? É Nossa Senhora que fala comigo?

– Você está sendo preparado para ver a minha face antes que terminem as nove terças-feiras. Por enquanto, a dúvida ainda reside no seu coração; isto bloqueia a sua visão. Proceda de modo correto; não permita nunca os maus pensamentos; seja firme e tranquilo; seja honesto, e entregue o seu pensamento a Deus.

– Receio que as pessoas não acreditem em mim…

– Guarde para você o que lhe digo sobre o destino deste papa e o próximo que virá; isto não diga a ninguém. O restante deixe sobre os meus ombros. No momento adequado, todos acreditarão; é plano para que isto aconteça. O importante é você refletir bem sobre as minhas palavras.

– Por favor, me explique o que é uma Igreja nova, renovada para os nossos tempos.

– É a Igreja como era no princípio, atenta aos ensinamentos do Evangelho. Procurem obedecer aos mandamentos, e o mais importante: amem-se uns aos outros. Procurem ler o Evangelho; tudo está escrito lá. Enquanto alguns teólogos discutem teologia, a Igreja do seu tempo está necessitando de auxílio urgente. Procurem trabalhar para que se forme no seu tempo uma Igreja sem manchas, sem rugas e com muita maturidade. Jesus deseja, no seu tempo, purificar a Igreja.

– Desculpe se insisto, mas o padre Mário Gerlin tem alguma ligação com o que você está falando?

– Todos têm. Padre Mário é apenas um elo de ligação a você, para que as minhas palavras sejam impressas com urgência. É obrigação de todos trabalhar para uma Igreja purificada. Não se preocupe. Até o nosso último encontro, enquanto estiver na Terra, tudo terá sentido, e você verá com clareza por que venho até você.

– Como você pediu, trouxe pessoas de grupos de oração. É isto que deseja?

– Acho bom, pode ser assim, porque vocês mais tarde serão a minha voz a pedir por uma Igreja repleta de fé, de bons e puros ensinamentos. Desejo que procurem sair daqui com este intuito. Procurem trabalhar para que isso possa acontecer o mais urgente possível, antes do regresso de Jesus. Procurem rezar muito por este papa, porque ele sofre muito vendo a Igreja sem caminho neste tempo de vocês. Jesus irá interferir neste processo depois da morte de João Paulo. Mas desejo que fale pouco sobre este assunto. Coloque isso em pauta quando o próximo, seu amigo e confidente, estiver no trono de Pedro.

– Quem será o próximo papa?

– Por que me pergunta isso, se já respondi?

A luz era brilhante, mas não emitia raios. Também percebi que vez por outra saíam do seu interior pequenas luzes brancas, como estrelinhas, que ficavam pairando na minha frente, algumas quase me tocando.

Ela continuou:

– Permaneçam na fé e cultivem a retidão, somente este é o caminho.

– Eu não consigo entender por que você me escolheu para falar essas coisas. Conheço muitas pessoas que, acredito, possuem tudo para que isso aconteça. Por favor, me explique.

– Leia o Salmo 139; a resposta está lá.

Depois Ela se despediu:

– Muito obrigada por ter atendido ao meu pedido. Que o Espírito Santo permaneça com vocês.

Dizendo estas palavras, a luz começou a diminuir de intensidade e tamanho, até apagar-se por completo.

 

1 João Paulo II.

2 Durante o pontificado de João Paulo II, o cardeal Joseph Ratzinger, futuro papa Bento XVI, era o prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé.

 

Referência: LOPES, Raymundo. Jesus irá interferir neste processo, depois da morte de João Paulo II. In: LOPES, Raymundo. O Terceiro Segredo: A Vinda de Jesus. Belo Horizonte: Magnificat, 2005. p. 24-26.

Você também pode gostar: